MEIO - 9ª Edição - 2015/2016

9ª Edição (Ano letivo 2015/16)

Introdução


    Objetivos

  •        Conferir o grau de Mestre em Estudos Integrados dos Oceanos, comprovando um nível aprofundado de conhecimentos teóricos e aplicados neste domínio científico;
  •        Criar competências teóricas e operacionais para a investigação científica dos oceanos, de forma multidisciplinar e interdisciplinar;
  •        Transferência de conhecimentos do ensino avançado para o domínio empresarial;
  •        Aperfeiçoar a disseminação científica das ciências e tecnologias do mar na sociedade.

    Níveis de Formação

* Confere diploma de pós-graduação ou de especialização em "Estudos Integrados dos Oceanos"

* Confere grau de mestre em "Estudos Integrados dos Oceanos" (após aprovação de uma dissertação de investigação).

    Local de Funcionamento

A parte curricular deste Mestrado (1 ano letivo) decorre no:

Departamento de Oceanografia e Pescas da Universidade dos Açores (DOP/UAc)

Rua Prof. Dr. Frederico Machado, 4,

9901-862 Horta, Faial, Açores

    Instituições Responsáveis

* DOP - Site Oficial do Departamento de Oceanografia e Pescas

* UAc - Site da Universidade dos Açores (http://servicosonline.uac.pt)

A Dissertação (tese) pode decorrer em qualquer local ou instituição nacional ou internacional onde se possa realizar o tema de investigação, tendo preferencialmente um orientador interno da Universidade dos Açores e podendo ter até dois orientadores externos com grau de Doutoramento.

    O Ciclo de Estudos

Trata-se de uma oferta de formação avançada dirigida aos licenciados com interesse na área do mar, fornecendo-lhes competências para conhecer/atuar/responder a vários níveis de intervenção nesta temática, incluindo em novas áreas de desenvolvimento tecnológico e do conhecimento, através da obtenção de um bom conhecimento científico multidimensional e multi/interdisciplinar do Oceano. Espera-se que no final do curso, o aluno demonstre entre outros: forte curiosidade e capacidade de diálogo/debate científicos; alguma facilidade/familiaridade na utilização das metodologias clássicas/recentes; capacidade de preparação básica de cruzeiros científicos; capacidade para manusear/reconhecer alguma instrumentação oceanográfica; capacidade para analisar e processar dados científicos e ainda para divulgá-los em vários fóruns/revistas da especialidade/públicos. Este Mestrado deverá permitir ainda criar técnicos/investigadores com conhecimentos base em gestão/conservação/coordenação/definição de projetos/recursos marinhos/áreas marinhas protegidas (MPA´s), aumentando desta forma, a possibilidade de sucesso científico inicial dos formandos com o incentivo à submissão/aprovação de projetos científicos nacionais e internacionais na área.

No âmbito do curso, serão abordadas técnicas clássicas de observação e estudo dos Oceanos, sendo contudo expostos a algumas tecnologias de ponta e aos métodos mais modernos de aquisição e análise de dados. Particular ênfase será igualmente dada à componente de pedagogia, em que o aluno será instruído na elaboração/regras de publicação científica e ainda na preparação/gestão de projetos científicos nacionais e internacionais.

 

Candidatura

Candidatura:

Para se candidatar a um curso da Universidade dos Açores deverá efetuar previamente o seu registo, após o que receberá na sua caixa de correio eletrónico o nome de UTILIZADOR e a PALAVRA-CHAVE para aceder à área dos formulários.

Boletim de candidatura:  http://doit.uac.pt/doit/default.asp

Datas de inscrição:

Fase inicial:

•    Candidaturas: de 1 a 25 de julho

•    Seleção dos candidatos: Até 30 de julho

•    Inscrição e matrícula: De 3 a 14 de agosto

Fase final:

•    Candidaturas: de 1 de agosto a 5 de setembro

•    Seleção dos candidatos: Até 10 de setembro

•    Inscrição e matrícula: de 11 a 21 de setembro

•    Início das aulas: previsto para a última semana de setembro.

Coordenador da 9ª edição: Prof. Doutor João Manuel A. Gonçalves

Condições de Acesso:

Licenciados em Ciências Naturais e do Ambiente, Biologia, Biologia Marinha, Biologia Marinha e Pescas, Oceanografia, Química, Geologia, Geografia, Física, Ciências do Meio Aquático, Ciências do Mar, Engenharia do Ambiente, Engenharia Biotecnológica, Ciências Militares Navais (Escola Naval) e outras licenciaturas afins.

O processo de candidatura será instruído com os seguintes documentos:

a) Boletim de candidatura devidamente preenchido

b) Certificado(s) de habilitações, passado(s) pela entidade competente, com indicação das classificações obtidas por disciplina e menção da média final do curso;

c) Curriculum vitae detalhado (que permita um juízo de mérito ou de preferência) acompanhado dos devidos documentos comprovativos.

d) Fotocópia do cartão de cidadão (ou fotocópia do bilhete de identidade e fotocópia do cartão de contribuinte);

e) Fotografia de tipo passe;

f) Documento passado pela entidade patronal comprovativo da disponibilidade do candidato para viabilizar a frequência do mestrado ao abrigo das disposições legais que definem e regulam o estatuto de estudante-trabalhador (desde que aplicável);

g) Declaração de autorização de dados, devidamente preenchida (quando aplicável)

h) No caso dos candidatos detentores de habilitações estrangeiras que não estejam contemplados no regime de reconhecimento de graus académicos estrangeiros, devem proceder segundo as nomas legais nacionais vigentes (ver aqui: link: http://www.dges.mctes.pt/DGES/pt/Reconhecimento/NARICENIC/Reconhecimento%20Acad%C3%A9mico/Reconhecimento%20de%20Qualifica%C3%A7%C3%B5es%20Estrangeiras).

 I) Para a candidatura ser válida é necessário pagar a taxa no valor de €70 (setenta euros) por Multibanco, cujos códigos constarão no final do boletim de candidatura.

O não cumprimento dos requisitos enunciados pode inviabilizar a candidatura ou a seriação em lugar elegível, não podendo ser, por tal facto, imputada a responsabilidade à Universidade dos Açores.

Saídas Profissionais

Setor público: Carreiras Técnicas Superiores;

Sector Privado: Consultor em empresas relacionadas com atividades marítimo-turísticas, ou empresas de tecnologias azuis (incluindo a biotecnologia);  

Para além das saídas profissionais referidas, o mestrado permite a continuação de estudos para doutoramento (3º ciclo do ensino superior).

Funcionamento

 

Apresentação

O curso funcionará com um número máximo de 16 alunos, excecionalmente poder-se-ão aceitar mais 4 vagas.

As disciplinas serão administradas com aulas semanais, lecionadas por docentes e investigadores do DOP/UAc e dos centros de investigação que nela funcionem. Prevê-se ainda a participação de cientistas convidados para apresentarem seminários da especialidade. As aulas semanais serão lecionadas em calendário a definir, 5 dias por semana.

A parte curricular será lecionada em horário laboral, concentrada sempre que possível numa das partes do dia (manhãs ou tardes).

Apesar das aulas serem dadas em português, a bibliografia e outro material pedagógico de apoio serão maioritariamente disponibilizados em inglês. Os alunos poderão também fazer as avaliações (testes, trabalhos, relatórios, tese, etc.) em inglês. O Mestrado poderá ser lecionado em Inglês caso o número de alunos estrangeiros o justifique.

Duração

A duração normal do curso é de quatro semestres letivos (dois curriculares e dois de dissertação).

Na parte curricular (1º e 2º semestres) os alunos terão que frequentar e concluir com aproveitamento todas as unidades letivas do plano de estudos.

A dissertação deverá ser submetida no fim do ano dedicado ao tema de investigação (normalmente, até ao dia 31 de Outubro do 2ª semestre do 2ª ano letivo), aconselhavelmente sob supervisão de um orientador interno, com eventual coorientação(ões) externa(s) (de até dois Doutorados), aceite pela Comissão de Mestrado.

Propinas

O Valor da propina é fixado por despacho do Reitor da Universidade dos Açores.

Montantes:

    * Parte Curricular (pós-graduação): €1420

    * Dissertação (tese): €1420

    * Total: €2840

 

Apoio aos Alunos:

    * Logístico (possibilidade de alojamento);

    * Pedagógico: biblioteca, computadores, etc.

    * Para além de se poderem candidatar ao regime de bolsas dos serviços de ação social da Universidade dos Açores (SASUA – link: http://sasua.uac.pt/), o Mestrado MEIO proporcionará bolsas de estudo (não cumulativas) específicas apoiadas pela Câmara Municipal da Horta (ver regulamento – link a criar depois do protocolo ser assinado – está para breve!).

Estrutura Curricular

Plano de Estudos

O curso está organizado por 9 áreas científicas (incluindo a Dissertação), sem disciplinas de opção, uma vez que se pretende que todos os alunos no âmbito deste Mestrado obtenham a mesma formação especializada ao nível do estudo dos Oceanos. O curso tem um total de 120 créditos (ECTS).

Áreas científicas e créditos que devem ser reunidos para a obtenção do grau ou diploma:

Oceanografia

OCE

8

Ecologia Marinha

ECO

8

Recursos Marinhos

PES

9

Estatística e Metodologias

MET

18

Conservação e Gestão

CON

8

Pedagogia

PED

5

Seminário

SEM

4

Dissertação

DIS

60

Total

120

Lista de disciplinas e distribuição de créditos:

Unidades curriculares Área
científica
Semestre Tempo de trabalho (horas) Créditos Docente
Total Contacto
Oceanografia Descritiva OCE 100 T: 28  S:2 4 AM
Ecologia e Biodiversidade
dos Oceanos
ECO 100 T: 30 4 JG
Recursos Vivos Marinhos PES 100 T: 30 4 JGP
Métodos de Disseminação
Científica
PED 125 T:30  S:15  OT:7,5 5 JG
Métodos de Amostragem
e Tratamento de Dados
MET 100 T:15  TP:15  TC:8  OT:7,5 4 HMS
Avaliação de Recursos
Pesqueiros
PES 125 T:15  TP:30  OT:7,5 5 MRP
Métodos Operacionais de Mar
e Laboratório I
MET 125 TP:15  TC:45  OT:7,5 5 JGP
Métodos Operacionais de Mar
e Laboratório II
MET 125 TP:15  PL:45  OT:7,5 5 AM
Oceanografia por Satélite OCE 100 T: 16  TP: 12  S: 2 4 AM
Métodos de Análise de Dados
em Ecologia
MET 100 T: 15  TP:15  TC:8  OT:7,5 4 GM
Biologia Molecular
e Biotecnologia
ECO

100 T:15  TP:30 4 PR
Modelação de Ecossistemas CON 100 T:10  TP:10  OT:20 4 MRP
Conservação e Gestão
dos Oceanos
CON 100 T: 30 4 JG
Seminário SEM Anual 100 S:30  OT:7,5 4 AM
Dissertação de Mestrado DIS 3.º e 4º. 1500 OT:72 60  
TOTAL     3000 6755 120  

Ensino teórico (T); Ensino teórico-prático (TP); Ensino prático e laboratorial (PL); Trabalho de campo (TC); Seminário (S); Estágio (E); Orientação tutorial (OT); Outra (O)).

Ana Martins (AM); João Gonçalves (JG); João Gil Pereira (JGP); Pedro Ribeiro (PR); Mário Rui Pinho (MRP); Gui Menezes (GM); Helder Marques da Silva (HMS)

Equipamentos

Equipamentos

No decurso da parte curricular do MEIO serão utilizadas as instalações, laboratórios e meios operacionais do DOP e da unidade de I&D acreditada pela FCT (Centro do IMAR).

Meios Navais

       N/I Arquipélago

arquipelagoEste navio, com 25,4 m de comprimento, foi especificamente desenhado pela RINAVE e DOP/UAç para investigação na área da oceanografia e pescas, e construído pelos estaleiros navais “Polyships” em Vigo (Espanha). O equipamento da ponte inclui SONAR, uma Sonda Acústica a cores de dupla frequência, uma Sonda Gráfica de profundidade, “Plotter”, “Facsimile”, GPS, Sistema de Comunicação por Satélite (INMARSATC), Sistema de Comunicação Rádio-Telefone SSB, Sistema Rádio de Comunicação VHF acoplado a Autolink, RADAR, Piloto automático, Gyro, Sistema de Deteção de Incêndios, Alarme Dead-man, Estação Meteorológica e Circuito Interno de Vídeo.

O equipamento do convés inclui aladores de pesca e guinchos, dois guinchos oceanográficos (um com 700 m cabo de aço simples e outro com 2.500 m de cabo de aço com fio condutor para trabalhar com “Rosette/CTD”, uma grua hidráulica com um alcance de 5 m e uma capacidade de alagem (C.A.) de 2,5 ton, um pórtico lateral (2,5 ton. C.A.) e um pórtico de popa (4 ton. C.A.), compartimentos de armazenamento e um túnel de congelação rápida (2 ton./dia). O convés do navio encontra-se ainda preparado para receber um contentor-laboratório de 3,03 m ou um guincho SEASOAR com 650 m de cabo carenado.

O laboratório seco (12 m2) pode acomodar 4 posições de trabalho simultâneas para operação de equipamento de recolha de dados e computadores. Estes podem receber informação em tempo real a partir do equipamento da ponte: velocidade e direção do vento, temperatura do ar e da água, profundidade, humidade relativa, pressão atmosférica, velocidade, rota e posição do navio. Neste laboratório estão ainda instalados uma ecossonda científica SIMRAD EK500, a unidade de convés e o computador do RDI "Accoustic Doppler Current Profiler" montado no casco, um sistema de informação meteorológica por satélite Systems West APT, e as unidades de convés do CTD e do SEASOAR.

       L/I Águas Vivas

Aguas vivas imagDOP RSSantosEsta embarcação, com 12 m de comprimento, foi construída pelos estaleiros navais “Polyships” em Vigo (Espanha) e foi desenhada pelo DOP/UAc com vista a conduzir investigação em ecossistemas costeiros nos mais variados domínios científicos. As principais vantagens desta lancha são a sua versatilidade e fácil manobrabilidade em qualquer local dentro do arquipélago dos Açores.

A embarcação caracteriza-se por uma superestrutura central, com um corredor exterior ao longo de todo o seu perímetro, para fácil acesso a qualquer área; um convés interior dividido em dois (ponte e sala de reuniões); e uma área aberta. O equipamento da ponte inclui radar, ecossonda, VHF, GPS e um computador. A área de reuniões inclui uma mesa e 4 bancadas. Na área aberta existem dois tanques para manutenção de organismos vivos, um pau de carga com capacidade para executar arrasto pelágico, duas máquinas de pesca automática, um compartimento para armazenamento de redes e chumbadas, dois cabrestantes automáticos e uma porta à popa para entrada e saída de mergulhadores. Existem 3 tipos de corrente elétrica a bordo: 12 Vcc; 24 Vcc; and 220 Vca.

       Embarcação "Pintado" 

pintadoO semirrígido “Pintado”, com 8,6 m de comprimento e motor fora de bordo de 225 HP, está em atividade desde 2012, e tem por objetivo principal dar apoio às missões de mergulho, à marcação de peixes e cetáceos, colocação e recuperação de equipamentos científicos nos montes submarinos, no grupo central do arquipélago.

 

 

 

 

 

 

       Embarcação insuflável semirrígida "Zífio" 

zifio_.jpgEsta embarcação, com 5,50 m de comprimento e motor fora de bordo de 60 HP, está em operação desde 1999. É específica para investigação costeira, dando sobretudo apoio ao trabalho de mergulho científico realizado nas ilhas de Faial, Pico e S. Jorge.

 

 

       Embarcação "Arion" 

arion.jpgEsta lancha semirrígida da marca italiana “, com 5,72 m de comprimento e motor fora de bordo de 100 HP, está em atividade desde 2003. É específica para investigação costeira, dando sobretudo apoio ao trabalho dirigido ao estudo dos cetáceos nas ilhas de Faial, Pico e S. Jorge, podendo também dar apoio às atividades de mergulho científico.

 

 

       Embarcação "Maré Alta" 

mare_alta.jpgEsta embarcação semirrígida, com 4,70 m de comprimento e motor fora de bordo de 50 HP, está em operação desde 2002. É específica para investigação costeira, dando sobretudo apoio às ações de sensibilização ambiental na área do Monte da Guia e Canal Faial-Pico e ao trabalho de mergulho científico realizado a partir do NI “Arquipélago”.

 

 

 

Veículos Autónomos

       ROV SeaBotix LBV300S - 6 / até 300m

rov.jpg

> Pormenores técnicos

 

 

 

Laboratórios

       Química

       Histologia e Genética

       Ecologia Marinha e Biodiversidade

       Recursos Pesqueiros

       Óptica e Determinação da Idade

       Instrumentação e Calibração

       ▪       Monitorização Oceanográfica e Modelação

Legislação

Legislação

       Mestrado

Número do Registo é R/B-AD-46/2008, adequado pelo despacho nº 6318/2008 do Sr. Director Geral do Ensino Superior, publicado no Diário da República, 2ª Série, nº 46 de 5 de Março de 2008.

> Regulamento do MEIO


       Geral

> Adaptação dos Mestrados e Doutoramentos Nacionais ao Processo de Bolonha DL nº 115/2013 (.pdf) 

Regulamento Académico da Universidade dos Açores sobre programas de Mestrado e Doutoramento (.pdf) 

Investigação

imarmare

Este mestrado enquadra-se no âmbito da investigação que é realizada no Departamento de Oceanografia e Pescas (DOP/UAc) e nos Centros de investigação que aqui têm acolhimento (ex. IMAR, MARE, etc.) A experiência dos docentes/investigadores do DOP/UAc cobre um grande número de áreas de investigação/especialidades no campo da Ciência Marinha, como sejam a Ecologia Marinha e Biodiversidade, a Oceanografia Física e Biológica, Oceanografia por Satélite, a Avaliação dos Recursos Haliêuticos Pelágicos, Demersais e de Profundidade, e a Conservação e Gestão de Recursos Marinhos. Alvo de um esforço de internacionalização, o Departamento tem já uma importante experiência na coordenação internacional de projetos científicos e cruzeiros. Com a capacidade de utilização dos dois navios de investigação N/I “Arquipélago”e L/I “Águas Vivas”, as atividades de equipa e a experiência adquirida através delas foram largamente beneficiadas. Cruzeiros de biologia pesqueira, oceanografia, ecologia e estudos de biodiversidade, são agora rotina e têm contribuído fortemente para aumentar a performance desta equipa em campo. O número total e diversidade de projetos em curso ou recentemente aprovados são já uma excelente indicação da experiência e capacidades desta equipa no âmbito da investigação em Ciências do Mar, destacando-se de restantes instituições nacionais (com predominância na investigação em áreas costeiras), pela forte componente de investigação em áreas oceânicas distintas (e.g. coluna de água, ilhas, montes e bancos submarinos, dorsal médio-atlântica, hidrotermais de superfície e de profundidade, oceano profundo).

Contactos

Para esclarecimento de dúvidas contacte:

Prof. João M. Gonçalves

E-mail: jgoncalves@uac.pt